Arquivo

Archive for the ‘virtualização’ Category

Como criar um CD ou ISO do VMWare ESXi 5 com drivers adicionais

28 de novembro de 2012 22 comentários

 

Olá a todos, depois de um bom tempo sem postar nada estou trazendo um novo tutorial muito útil principalmente porque os hardware estão avançando bastante então sempre temos novos equipamentos e como a versão 5 do ESXi já saiu há um tempo muitos dos drivers dos novos servidores não estão inclusos nessa ISO e para isso precisamos adicionar esses drivers.

Lembrando que sempre que for adquirir um novo servidor para virtualização com VMWare ESX ou ESXi é necessário recorrer a HCL para ter certeza que ele irá funcionar.

Se você comprou um novo servidor por exemplo um “HP DL360p Gen 8” você irá encontrar ele na HCL dizendo que é compatível mas ao tentar instalar Hypervisor você não irá conseguir porque apesar da compatibilidade, a ISO baixada do site não contem os drivers necessários para a instalação que são principalmente o da placa de rede e da controladora de disco, sem esses dois não é possível fazer a instalação do VMWare ESXi 5.

Para isso vou mostrar como adicionar drivers no CD do VMWare ESXi 5.

1 – Primeiramente vamos precisar de uma máquina com Windows e de preferência o 7 pois inclui o Powershell 2.0, caso contrário é necessário baixar o aplicativo e instalar.

2 – Em seguida vamos criar uma pasta no computador chamada VMWare em um local de fácil acesso por exemplo H:\VMware\CD;

3 – Agora precisamos ir no site do fabricante e baixar o driver correto da placa ou controladora que você quer adicionar;

4 – Para fazer o CD vamos precisar do VMWare Power CLI que é com ele que vamos colocar o driver na ISO;

5 – Agora vamos baixar o VMWare ESXi 5 Offline Bundle, para fazer a adição de drivers, não podemos utilizar a ISO de instalação convencional para criar a ISO modificada;

6 – Feito isso vamos instalar o Power CLI;

7 – Em seguida irá aparecer uma janela informando que o Powershell execution policy não esta configurado como “RemoteSigned” apenas de um continuar;

8 – Nessa tela não é preciso alterar nada, deixe como esta e clique em next até finalizar a instalação;

9 – Agora vamos para a pasta onde você baixou os arquivos, o arquivo que precisamos é um arquivo com extensão .zip com uma descrição do driver seguido de “offline_bundle” como no meu caso tg3-3.123b.v50.1-offiline_bundle-682322.zip, caso o arquivo que você baixou não tenha essa nomenclatura ele provavelmente esta dentro do zip que foi baixado, se for esse o caso descompacte e coloque o arquivo na pasta.

 

Pronto agora vamos começar a criar a ISO;

 

1 – Abra o Windows Powershell e digite:

Set-ExecutionPolicy RemoteSigned

2 – Será exibida uma mensagem de alerta, digite Y de pressione Enter para confirmar;

3 – Navegue até a pasta onde foram gravados os arquivos, no meu caso H:\VMware\CD;

4 – Agora vamos adicionar o snapin digitando:

Add-PSSnapin VMware.ImageBuilder

5 – E então vamos adicionar a source do arquivo de instalação digitando:

Add-EsxSoftwareDepot .\update-from-esxi5.0-5.0_update01.zip ;

6 – Com o mesmo comando vamos adicionar o driver ou os drivers que desejamos digitando o comando:

Add-EsxSoftwareDepot .\aacraid-1.0.1-offline_bundle-560288.zip

(Repita esse processo com todos os drivers que deseja incluir no CD);

7 – Para confirmar que os bundles foram adicionados digite:

$DefaultSoftwareDepots ;

8 – Depois temos que ver os perfis de instalação disponíveis com o comando:

Get-EsxImageProfile ;

9 – Vamos escolher o primeiro que é o standard com o comando:

New-EsxImageProfile -CloneProfile ESXi-5.0.0-20120302001-standard -Name “ESXi 5.0 XXXXXXXXX

(reparem que eu coloquei um nome para diferenciar);

10 – Agora precisamos mudar o Acceptance Level para CommunitySupported com o comando:

Set-EsxImageProfile -ImageProfile “ESXi 5.0 XXXXXXXXX” -vendor XXXXXXXXXX -AcceptanceLevel communitysupported

11 – Vamos ver a lista de todos os módulos disponíveis e nela deve conter o driver que você acaba de adicionar com o comando:

Get-EsxSoftwarePackage

Notem que na lista esta o driver que você adicionou e na coluna Name o nome do driver que você irá utilizar, no meu caso net-tg3; (O pacote da segunda linha)

12  -Então vamos adicionar o pacote com o driver com o comando:

Add-EsxSoftwarePackage -ImageProfile “ESXi 5.0 XXXXXXXXX” -SoftwarePackage net-tg3

13  -E finalmente vamos criar a ISO personalizada com o comando:

Export-EsxImageProfile -ImageProfile “ESXi 5.0 XXXXXXXXX” -FilePath H:\VMware\CD\ESXi-5.0-XXXXXXX.iso -ExportToISO

14 – Ao final do processo será criado um arquivo ISO e então é só gravar em CD.

Com isso demonstrei como criar um CD personalizado do VMWare ESXi 5 com drivers adicionais.

 

Esse post foi útil? Deixe um comentário.

 

Anúncios

VMWare Forum 2012

19 de outubro de 2012 Deixe um comentário

Olá pessoal dia 24 de Outubro de 2012 haverá o VMWare Forum 2012.

Bem-vindo ao VMware Forum Brasil 2012
24 de outubro – Hotel Transamérica – São Paulo

O VMware Forum Brasil edição 2012 é mais do que um evento. Ele se tornou uma das conferências de tecnologia mais importantes do mercado.

A Computação em nuvem está mudando a visão da informática e transformando o moderno ambiente da TI em ritmo acelerado. Não perca a oportunidade de fazer parte dessa transformação, de se capacitar e de aprender com a líder em Virtualização e Computação em nuvem as últimas tendências e soluções para empresas inovadoras, eficazes e eficientes.

No VMware Forum 2012, você poderá aprender sobre virtualização e soluções de infraestrutura em nuvem que vão permitir à sua empresa continuar sendo competitiva, pelo aumento da agilidade do negócio e do gerenciamento dos desafios do departamento de TI em termos de custos, complexidade e controle.

Quem deve participar?
O VMware Forum é um evento com um dia de duração, voltado para diretores de TI, gerentes, administradores de sistemas, responsáveis por aplicativos corporativos e equipamentos de infraestrutura, operações, e administradores, que devem estar preparados para a transformação do departamento de TI na era da Nuvem.

Por que participar?
Os benefícios que a tecnologia em nuvem oferece às organizações são flexibilidade, agilidade, redução de custos e capacidade de aproveitar o investimento na virtualização. O VMware Forum é uma grande oportunidade para os diretores de tecnologia e responsáveis pelos projetos relacionados a essas áreas obterem informações práticas da VMware e de seus parceiros.

Para se Inscrever acesse:

http://www.vmwareforumbrasil.com.br/registro.php

Esse post foi retirado na íntegra do site www.vmwareforumbrasil.com.br

Esse post foi útil? Deixe um comentário.

Webcast – Introdução ao VMware vSphere Hypervisor e ao VMware Go

4 de julho de 2012 Deixe um comentário

Assista ao webcast gratuito com sessão de perguntas e respostas ao vivo:

Quarta-feira, 19 de julho às 15 horas (horário de Brasília)
Inscreva-se agora

Participe deste webcast e aprenda a:

  • Eecutar diversos aplicativos em um único servidor;
  • Reduzir custos e simplificar e automatizar as tarefas rotineiras de TI;
  • Provisione uma infraestrutura de desktop ágil e flexível que permita às organizações modernizar a força de trabalho e adotar    modelos mais avançados de negócios.

 

Esse post foi útil? Deixe um comentário.

 

Como converter um disco Thin para Thick no VMware ESXi 5 pelo vSpere 5

3 de julho de 2012 13 comentários

 

Hoje vou demostrar como é fácil converter um disco que foi provisionado como Thin para Thick no VMWare ESXi 5 pelo vSphere 5. (Thin to Thick)

Se quiser entender melhor sobre os tipos de discos veja esse post.

1 – Acesse o servidor e abra a aba Summary, escolha o Datastore onde o disco esta salvo, clique com o botão direito no Datastore e selecione Browse Datastore;

 

2 – Encontre o arquivo vmdk do HD que você quer converter e clique com o botão direito e então escolha inflate.

3 – Aguarde o termnino da conversão que pode demorar dependendo do tamanho do seu disco.

Pronto agora seu disco Thin passou a ser Thick, mas lembre-se que você precisa ter o espaço total do disco no seu Datastore.

 

Esse post foi útil? Deixe um comentário.

 

 

Como criar um storage iSCSI com o FreeNAS 8 (target iSCSI) de graça

26 de junho de 2012 1 comentário

 

Como o assunto principal desse blog vem sendo a virtualização resolvi criar um post ensinando a criar um Storage iSCSI “grátis” para utilizar com laboratórios ou até mesmo para produção pois o FreeNAS é uma solução bem estável e tem muitas opções para utilização. Muito útil para criar infraestruturas de Failover e para fazer o vMotion da VMWare ou o Live Migration da Microsoft.

Mas o que é iSCSI?

Sigla de: Internet Small Computer System Interface É um protocolo de transporte que transporta comando SCSI, ele faz o encapsulamento dos comandos SCSI para um pacote IP, com isso é possível acessar um storage iSCSI de qualquer rede ethernet, e sua arquitetura necessita apenas de um cliente iSCSI initiator e um sotrage iSCSI target. O iSCSI é bastante utilizado para criar áreas de armazenamento de dados, dessa forma utilizando a rede ethernet não é necessário se criar uma estrutura cara como a utilizada por Fibre Channel podendo reduzir muito o custo de um storage. Mas lembre-se de que o ideal é ter uma rede separada somente para a rede iSCSI pois assim ela não irá competir com o tráfego de dados da rede e você terá uma melhor performance.

Agora vamos ao que interassa.

Vou demonstrar aqui como se criar um target iSCSI com o FreeNAS 8:

Download FreeNAS 8

1 – Primeiramente precisamos criar um Volume, vá para Storage > Volumes e clique em Create Volume, escolha um nome para o volume, marque ZFS e clique em Add Volume;

2 – Depois em  Storage > Volumes clique em Create ZFS Volume, de um nome para o Volume ZFS e depois coloque o tamanho que queira utilizar e clique em Add ZFS Volume;

3 – Habilite o serviço do iSCSI em Services > Control Services e clique no botão on/off;

4 – Crie um portal em Services > iSCSI > Portals e clique em Add Portal, não é necessário alterar nenhuma configuração, clique em Ok;

5 – Agora vamos criar o initiator, vá novamente em Services > iSCSI > Initiator e clique em Add Initiator, também pode deixar assim se você não tem muita pratica com a ferramenta;

6 – E agora o target, em Services > iSCSI > Target e clique em Add Target, na tela de configuração preencha o Target Name, o type como disk e no Portal Group ID e Initiator Group ID selecione o numero do grupo, no meu caso é 1, nas outras opções deixe como padrão e de Ok.

7 – Vamos criar os Extents em Services > iSCSI > Device Extent e clique em Add Device Extent, coloque um nome em Extent Name e em Disk device escolha o disco que você havia criado na primeira parte depois de OK;

8 – Agora clique em Associated Targets que esta na parte superior;

9 – E por fim para associar o Target clique em Add Extent to Taget, escolha o Target que vc criou e o Volume em Extent e de OK;

Agora o seu Storage iSCSI já esta pronto, e você pode utilizá-lo com qualquer sistema que utilize o iSCSI como o Windows, Linux até mesmo iOS da Apple.

Download FreeNAS

 

Esse post foi útil? Deixe um comentário.

Como montar um servidor VMWare ESX ou ESXi (Whitebox)

19 de junho de 2012 8 comentários

 

Muita gente me pergunta como montar uma máquina para instalar o VMware ESXi ou mesmo como instalar em um desktop para ser usado como servidor.

Bom primeiramente devemos saber é que um servidor montado é só para testes, para ser utilizado como laboratório, para um servidor de produçao a VMware tem uma HCL com os equipamentos homologados que você pode ver aqui.

Para instalar o VMWare ESXi em uma máquina montada temos que nos preocupar pricipalmente com 3 itens:

  • Placa mãe;
  • Placa de rede;
  • Processador;

Uma forma de saber se a sua placa mãe é compatível verifique os sites VM-Help  e UltimateWhitebox, eles são sites não oficiais da VMWare que há uma lista com computadores, placas mãe e outros equipamentos que funcionam com o VMWare, a lista é alimentada basicamente de testes feitos por usuários que postam suas experiências. Outra coisa muito importante  que a placa mãe precisa ter é uma boa capacidade para colocar Memória RAM pois normalmente é ela que acaba decidindo quantas VMs voce pode ter ativa ao mesmo tempo.

Portanto antes de comprar alguma placa mãe para montar um servidor verifique se ela esta nessa lista ou se pelo menos há alguma placa com o mesmo chipset e quanto de RAM ela suporta, hoje em dia temos placas com capacidade para 16GB ou 32GB a preços módicos.

A placa de rede também costuma da muito problema pois se ela não é reconhecida o hypervisor não instala. Mesmo que o chipset da sua placa mãe é compatível a placa de rede pode não ser por isso recomendo a placa de rede da Intel Pro/1000, no site VM-Help você irá ver muita gente utilizando essa placa de rede. Lembrando que muitos dos testes feitos são em cima do VMWare ESX 4 por isso pode ocorrer de na versão 4 a placa não ser reconhecida e agora na 5 ele já ser compatível.

O processador também precisa ter a instrução de virtualização:

  •  Intel VT-x, você pode ver os processadores compatíveis nessa lista, verifique a coluna “intel VT-x” se estiver com YES ele pode ser utilizado com o VMware;
  • AMD amd-v, pode ser verificado nessa lista procure pelo seu processador em Detail veja se o “AMD Virtualization Technology” esta com YES.

Há pessoas também que me perguntam se podemos instalar o o VMWare com HD SATA, na verdade não faz diferença, o que vai decidir isso é se a controladora do HD é reconhecida pelo VMWare.

Tendo tomado cuidado com a escolha das peças corretas a instalação é muito simples basta seguir esse tutorial.

Recentemente montei um servidor em casa com algumas peças que eu tinha “sobrando” e comprei outras com a seguinte configuração:

  • Placa Mãe – Gigabyte GA-EP35-DS4
  • Processador – Intel Core 2 Duo E6550
  • HD – 500 GB Seagete Sata II
  • RAM – 2x 2GB Kingston + 1x 1GB Kingston

Eu não deveria colocar esse pente de 1Gb adicional porque perderia a funcionalidade de Dual Channel da Placa mãe mas como eu tenho pouca RAM esse 1GB a mais faz diferença para eu montar as VMs então decidi deixar pois como o servidor é para testes isso não vai interferir muito.

Com essa Placa Mãe eu não tive problema nenhum, inclusive a placa de rede foi reconhecida e não precisei colocar uma adicional.

Outra coisa que devemos lembrar é que na Bios você precisa habilitar a instrução de virtualização (VT-X ou AMD-V), feito isso é só instalar o VMware.

Caso você queira pesquisar mais sobre esse assunto procure por “VMWare whitebox” na internet.

 

Esse post foi útil? Deixe um comentário.

 

Como fazer o backup das configurações de host do VMWare ESXi 5

5 de junho de 2012 12 comentários

 

Quando falamos em proteger um ambiente virtual temos muitas coisas a considerar. Além de backups de suas máquinas virtuais você precisa fazer o backup das configurações de seus hosts.

O Backup das configurações é muito importante tanto para um Disaster Recovery ou mesmo quando vamos atualizar a versão do Hypervisor.

Para fazer o backup do host do ESXi você precisa do vCLI instalado em um servidor e você também pode usar o vMA.

 

Para fazer o backup basta segui os passos:

1 – Instale o vCLI; (faça instalação padrão “NNF” (Next Next Finish)) (Download)

2 – Crie uma pasta onde será gravado o backup;

3 – Abra o prompt de comando;

4 – Vá até a pasta de instalação do vSphere CLI que por padrão esta em C:\Arquivos de Programas\VMware\VMware vSphere CLI\bin

5 – Execute o comando: (As informações em vermelho devem ser alteradas para as de seu sevidor)

vicfg-cfgbackup.pl -server ip_do_host_ESXi -username nome_do_usuario -password senha -s caminho_e_nome_do_arquivo_de_backup.txt

No exemplo eu criei uma pasta backup dentro da raiz C:\ então o comando ficou:
vicfg-cfgbackup.pl -server 192.168.0.100 -username root -password ***** -s c:\backup\backup.txt

Dependendo de onde você for salvar o arquivo pode ocorrer uma falha na gravação do backup por “access denied” você precisa executar o prompt em modo elevado (Executar como administrador)

Agora para restaurar o backup das configurações é muito mais simples, basta executar o comando:

vicfg-cfgbackup.pl -server ip_do_host_ESXi -username nome_do_usuario -password senha -l caminho_e_nome_do_arquivo_de_backup.txt

 

Pronto agora você já pode fazer o backup das suas maquinas host que são tão importantes quanto as máquinas virtuais.

 

Esse post foi útil? Deixe um comentário.

%d blogueiros gostam disto: