Arquivo

Archive for outubro \31\UTC 2011

Como converter uma maquina fisica ou virtual para virtual da VMWare (p2v ou v2v)

31 de outubro de 2011 5 comentários

Com a instalação da ESXi 5 tive a necessidade de passar minhas máquinas virtuais que hoje estão rodando em Hyper-V para VMWare.

Para essa tarefa utilizei o VMWare vCenter Converter Standalone 5.0, é uma ferramenta gratuita da VMWare que pode ser baixada aqui, com ela você pode transformar uma maquina física ou mesmo virtual de outra plataforma para uma virtual compatível com VMWare, essa conversão é chamada de p2v (physical to virtual) e v2v (virtual to virtual) por exemplo passar de vhd (Hyper-V da Microsoft) para vmdk (VMWare).

Com o VMWare vCenter Converter Standalone podemos criar uma maquina virtual do tipo mvdk criando um arquivo de configuração e um HD virtual que pode ser aberto com o outros produtos da VMWare como o Server, Workstantion e Player por exemplo, se você tiver um servidor com ESX instalado é possível transferir diretamente para o servidor.

A instalação é simples e a conversão também é muito fácil de se fazer.

Irei demonstrar passo a passo a instalação e a conversão de uma maquina para um arquivo mvdk que será salva em um local da rede, a instalação será local ou seja o software será instalado na própria máquina que será convertida.

Apesar da VMWare informar que você pode utilizar a máquina durante a conversão prefira deixar ela parada sem uso para que a conversão seja mais rápida e que você corra menos risco de haver algum problema.

1 -Iniciando a instalação clique em Next para continuar;

2 – Acordo de patente, clique em Next para continuar;

3 – Licença de Acordo de usuário final, marque “I agree to …” e clique em Next para continuar;

4 – Escolha o local de instalação e clique em Next para continuar;

5 – Como a instalação é na própria máquina vamos deixar a opção “Local installation” marcada e clique em Next para continuar;

6 – Clique em Install para iniciar a instalação;

7 – Aguarde a instalação;

8 – Deixe a opção “Run Client now” marcada e clique em Finish;

9 – A tela inicial será aberta, clique em Convert machine para iniciar a configuração;

10 -Escolha a opção “Powered-on machine” e “this local machine”, clique em “view source details” para ver informações de configuração, quantidade de memória, tamanho de disco, sistema operacional e mais;

11 – Tela apresentando os detalhes da máquina, clique em Close, depois clique em Next para continuar;

12 – Nessa tela você escolhe o destino, ela pode ser um local da rede, a própria máquina ou mesmo sua infraestrutura de VMWare mandando diretamente para um servidor ESXi por exemplo.

Escolha a opção “VMWare Workstation or other VMWare virtual machine” que a tela irá se alterar;

Caso o destino seja um servidor com ESX escolha a opção “VMWare Infrastructure virtual machine” coloque o IP ou nome do servidor, o usuário e a senha de administradores, o mesmo que você utiliza para acessar a console e fazer alterações e clique em Next e pule para o passo 16;

13 – Escolha o produto VMWare que você irá utilizar para executar a máquina virtual, nesse caso escolhi a “VMWare Player 4.0.x”, Coloque um nome para a máquina e clique em Browse para escolher o local; (não é possível escolher uma mapeamento da máquina e nem escrever diretamente no campo,, é preciso clicar no botão)

14 – Escolha a pasta de destino onde será gravada a máquina virtual e clique em OK;

15 – Nessa tela você pode editar algumas configurações como tamanho de disco que pode ser aumentado ou diminuído, quantidade de memória e até mesmo a quantidade de processadores que a máquina irá ter depois da conversão além de serviços que podem ser desabilitados e a placa de rede que será utilizada, clique em Next para continuar;

16 – Tela de sumário, confirme se as opções escolhidas estão corretas e clique em Finish para iniciar a conversão.

Depois de terminar será criada uma pasta com o nome da máquina que você especificou e dentro terá dois arquivos, um arquivo nome_da_maquina.vmdk (Virtual Machine Disk) e outro nome_da_maquina.vmx (Virtual Machine configuration file).

Com esses arquivos você pode abrir a máquina virtual com o VMWare Player, Server ou mesmo Workstation.

Quando você abrir a máquina virtual em outro computador é possível que seja solicitada a ativação do windows devido a alteração do Hardware, faça a ativação e sua máquina virtual estará pronta para o uso.

Esse Post foi útil? Deixe um comentário.

Anúncios

Como Instalar ESXi 5 da VMWare

31 de outubro de 2011 1 comentário

Recentemente adquirimos um novo servidor para fazer virtualização com VMWare.

E vou demonstrar como fazer a instalação do ESXi 5.

Antes de mais nada é preciso verificar se o seu equipamento esta na HCL da VMWare, caso você não tenha um servidor ou storage homologado que esta na lista e queira fazer testes tem um outro site não oficial o vm-help.com onde informa outros equipamentos como computadores HP, Dell, IBM, Lenovo entre outros além de placas mãe como Asus, Biostar, Foxconn, Gigabyte, Intel, MSI e outras mais que funcionam com o ESX, você pode ver a lista “Unofficial VMware ESX Server Whitebox HCL“.

A instalação é bem simples e demora poucos minutos dependendo do hardware.

Para fins de teste você pode baixar gratuitamente o ESXi 5 do site da VMWare aqui, caso não tenho uma conta é só se cadastrar nessa mesma página.

Após baixar a mídia e gravar em um CD e só colocar no servidor e seguir os passos:

1 – Na tela inicial você escolhe a primeira opção que é o boot pelo CD;

2 – Na Segunda tela os arquivos do CD são carregados;

3 – Depois dos arquivos carregados é feita a verificação do hardware;

4 – Nessa tela ele informa que o hardware deve ser instalado se ele estiver listado na HCL, pressione Enter para prosseguir;

5 – A próxima tela é mostrada o Acordo de Licença (EULA), pressione F11 para aceitar e continuar;

6 -Aqui você escolhe o local de instalação, escolha o HD onde será feita a instalação e pressione Enter;

7 -Escolha o layout do teclado e pressione Enter;

8 -Insira uma senha com mínimo de 7 caracteres e pressione Enter;

9 -Ultima verificação do sistema, apenas aguarde;

10 -Confirmação de instalação, informa que o disco será reparticionado e perderá todos os dados, pressione F11 para instalar;

11 – Tela de progresso de instalação;

12 – Instalação completa, retire o CD e pressione Enter para reiniciar;

13 – Reiniciando o Servidor;

14 – Após reiniciar o servidor a tela abaixo é apresentada, caso tenha um servidor DHCP o servidor irá adquirir um IP automaticamente e será mostrado um link para acesso via browser, onde será apresentada uma página para fazer o download dos gerenciadores, como o vSphere Client ou vCenter, pressione F2 para para entrar no sistema;

15 – Digite a senha e pressione Enter;

16 – Tela de configuração, Escolha a opção “Configure Management Network” e pressione Enter;

17 – Tela de configuração de IP, pressione Enter para configurar;

18 – Como todo Servidor o correto é colocar um IP estático para que não tenha a possibilidade de mudar automaticamente e perder o acesso, coloque o IP, mascara e gateway e pressione Enter;

19 -Caso utilize IPv6 pode fazer a configuração nessa tela;

20 -Como na configuração do IP, coloque estático escolhendo a segunda opção, adicione o IP do DNS Primário e Secundário se tiver e por fim o nome de host seguido do domínio se houver, pressione Enter para salvar;

21 – Insira o domínio da sua rede e pressione Enter;

22 -Ao terminar as configurações de rede pressione Esc para sair;

23 – Será apresentada uma tela informando que foram feitas alterações de rede e que é necessário a confirmação, caso esteja tudo correto pressione Y para confirmar;

24 -Feita as configurações necessárias pressione Esc para sair;

* Caso queira entrar no link que mencionei no passo 14 ele irá mostrar a tela abaixo, onde há um link direto para baixar o vSphere Client que é por onde iremos administrar o ESXi 5, além de outros links como para o VMWare vCenter, ou clientes de acesso remoto via linha de comando (vSphere Remote Command Line).

 

Com isso demostramos aqui os passos necessários para a instalação do VMWare ESXi 5 bem como as configurações iniciais de rede para se fazer o acesso via vSphere.

Agradecimento ao Gilson Bueno que editou as imagens para o blog.

Esse Post foi útil? Deixe um comentário.

Criando um disco de reparação do Windows 7

26 de outubro de 2011 Deixe um comentário

As pessoas dificilmente fazem o disco de recuperação e quando ocorre um problema na inicialização do Windows 7 muitas vezes não consegue arrumar e acabam formatando o computador.

Esse disco que é feito em alguns minutos pode te salvar de uma grande dor de cabeça e de muito trabalho para recuperar tudo.

Para fazer é muito fácil, basta ter um DVD virgem (limpo) e seguir os passos:

1 – Vá em “Iniciar” => “Todos os programas” => “Manutenção” => “Criar um disco de Recuperação do Sistema”.

2 – Coloque o DVD no computador e clique em “Criar Disco”.

3 – Quando terminar clique em “Fechar”.

 

Assim como informa na janela final, escreva no DVD “Disco de Recuperação do Windows 7 xx-bits” e deixe guardado.

Dessa forma se um dia precisar reparar o seu computador você já tem a ferramenta certa para isso.

Esse Post foi útil? Deixe um comentário.

Como colocar o meu nome no link do Facebook?

25 de outubro de 2011 3 comentários

Esse post não tem muita relação com o blog mas como as redes sociais estão na moda e praticamente todos nós de TI temos Facebook aí vai uma dica.

Muitas pessoas tem certa dificuldade de passar seu contato do Facebook para outras pessoas pois tem que passar o nome cadastrado ou o e-mail que muitas vezes não se lembra mais qual é o que esta na sua conta.
E para facilitar isso estou escrevendo essa dica, assim você pode apenas passar para a pessoa o nome único cadastrado, no meu caso me chamo Igor Seiji então deixei como “igorseiji” dessa forma a pessoa escreve http://www.facebook.com/igorseiji e não tem erro pois só haverá você com esse link e as outras pessoas não precisam ficar olhando as dezenas ou centenas de fotos de outros usuários tentando achar você pela imagem (digo imagem pois muitas pessoas tem desenhos, animais, coisas no lugar da foto).

Para colocar o seu nome na URL do Facebook ao invés daqueles códigos que vem como padrão, e deixar o endereço do seu perfil mais “bonito” ficando http://www.facebook.com/seu_nome, faça o seguinte:

1 – Entre no seu perfil do Facebook;
2 – Clique em “Conta” no canto superior direito da tela;
3 – Clique em “Configurações da conta”;
4 – Na opção “Geral” procure por “Nome de Usuário” e clique na opção “Editar”;
5 – Digite o nome que você quer que apareça junto ao endereço do Facebook; (lembre-se que o seu nome pode não estar mais disponível então terá que testar outros).

Depois da confirmação, você pode ver que a URL do seu perfil do Facebook estará da forma como você configurou.

Esse Post foi útil? Deixe um comentário.

Categorias:Dicas Tags:, , ,

Mensagem de erro ao anexar ou abrir arquivo no Outlook: “Não é possível criar o arquivo”

24 de outubro de 2011 7 comentários

Hoje tive esseum problema ao tentar anexar um arquivo no e-mail no Outlook.

Quando eu tentava anexar o arquivo apresentava um erro:

Não é possível criar o arquivo: nome_do_arquivo. Clique com o botão direito do mouse na pasta que você deseja criar o arquivo e clique em Propriedades no menu de atalho para verificar suas permissões para a pasta.
Mas o problema não estava na permissão do arquivo que eu queria anexar pois o direito ao arquivo é total.
Esse erro ocorre por algum motivo o Outlook não consegue gravar na pasta padrão dele que fica dentro do “…\Temporary Internet Files\Content.Outlook\…”
Para resolver esse problema é necessário fazer uma alteração no registro do Windows. (Lembre-se de fazer um backup antes de qualquer alteração no registro)
Essa alteração deve ser feita no perfil do usuário que esta com o problema.
  1. Abra o C:\
  2. Crie uma nova pasta chamada temp1. (A pasta pode ser criada dentro do perfil do usuário caso ele naõ tenha permissão, nesse caso deve-se alterar o caminho na chave de registro para o mesmo da pasta criada)
  3. Clique com o botão direito na pasta “temp1” vá em propriedades na aba segurança e adicione o usuário com direito “Controle Total“.
  4. Clique em Iniciar, clique em Executar, digite regedit e pressione Enter.
  5. Vá até chave do registro Security em:
    HKEY_CURRENT_USER\Software\Microsoft\Office\14.0\Outlook\Security\
  6. No painel direito, clique duas vezes em OutlookSecureTempFolder.
  7. No campo de Dados do valor, digite C:\temp1\ e, em seguida, clique em OK.
  8. Feche o Editor do registro.
  9. Reinicie o computador.
Essa dica funciona para Outlook 2003, 2007 e 2010 a única diferença é o caminho:
Outlook 2003: HKEY_CURRENT_USER\Software\Microsoft\Office\11.0\Outlook\Security\
Outlook 2007: HKEY_CURRENT_USER\Software\Microsoft\Office\12.0\Outlook\Security\
Outlook 20010: HKEY_CURRENT_USER\Software\Microsoft\Office\14.0\Outlook\Security\

O Windows não pode ser iniciado porque o seguinte arquivo esta ausente ou corrompido

20 de outubro de 2011 51 comentários

Quando o windows apresenta a mensagem de erro “O Windows não pode ser iniciado porque o seguinte arquivo esta ausente ou corrompido: \WINDOWS\SYSTEM32\CONFIG\SYSTEM” ou “\WINDOWS\SYSTEM32\CONFIG\SOFTWARE” temos três causas possíveis:

1 – Problema no arquivo SYSTEM;
2 – Problema do pente de memória;
3 – Problema no HD.

Para solucionar esse problema vamos seguir a ordem das possíveis causas.

Primeiro iniciamos o computador com o CD do Windows XP e ao escolher as opções pressione a letra “R” para entrar no modo de reparo do Windows, escolha a instalação do Windows (provavelmente a 1), depois será solicitada a senha do administrador.

Então entre com o comando:

cd \windows\system32\config

ren system system.old

copy \windows\repair\system

***(caso seja o arquivo SOFTAWARE faça o mesmo procedimento acima apenas trocando a palavra “system” por “software”)

Retire o CD do Windows XP e digite “exit” para reiniciar o computador, feito isso o Windows deve iniciar normalmente.

Caso volte o ocorrer o problema logo que o computador for reiniciado novamente seguiremos para o passo seguinte.

Segundo como no primeiro passo é necessário entrar em modo de reparo do windows, depois utilizaremos o comando “chkdsk /f /r” ele irá fazer uma varredura no HD em busca de erros e tentará corrigir. (dependendo do computador esse procedimento pode demorar até algumas horas)

Se o problema persistir é bem provável que o problema seja no hardware.

Se você tiver mais de um pente de memória tente retirar um deles e fazer novamente a primeira parte e reiniciar o computador, caso não ocorra o problema novamente provavelmente a memória esta com defeito. (antes de descartar a memória pode-se fazer uma limpeza ou testa-la com algum programa como “memtest”)

Tendo certeza que a memória esta boa e o erro persistir o HD pode estar com defeito, mas antes de descarta-lo e depois de ter realizado todos os passos acima você pode formatar o computador e instalar o Windows XP do zero como última alternativa.

Esse Post foi útil? Deixe um comentário.

Veja as informações do seu processador – coreinfo

20 de outubro de 2011 Deixe um comentário

Depois de um bom tempo sem nenhuma atualização no blog achei uma ferramenta interessante da sysinternals que foi lançada recentemente, a coreinfo.

Ela mostra todas as informações do seu processador, o que pode ser muito interessante se você quer utilizar a máquina para fazer virtualização assim pode-se saber se o processador tem a tecnologia compatível, se é 64 bits e a quantidade de cache por exemplo.

Para utilizar só é preciso baixar o coreinfo e executar via linha de comando.

Coreinfo 1

Coreinfo 2

Esse Post foi útil? Deixe um comentário.

%d blogueiros gostam disto: